Eles são jovens que na flor da idade têm conquistado feitos significativos para a historia do país deles e para suas próprias vidas. Mesmo sem vencer um único jogo na participação inédita de uma seleção composta por 23 jogadores haitianos na Copa São Paulo de Futebol Júnior, a Copinha, o time Pérolas Negras se destacou e ganhou notoriedade com o público e a imprensa nacional. Confira a entrevista.