Vai uma tatuagem aí?

0
111

Você deve ter observado que cada vez mais tem aumentado o número de pessoas com tatuagens espalhadas pelo corpo. Nesta época de altas temperaturas então… este fenômeno aumenta, pois mais que ter uma tatuagem, as pessoas querem expor as imagens e/ou frases e palavras que contam um pouco sobre o que são, suas histórias ou quem querem homenagear.

Independente do motivo é certo que para usar esta arte no corpo como forma de expressão será preciso um profissional adequado para que este sonho não se torne um pesadelo.

Os tatuadores estão cada vez mais presentes na sociedade e garantem conseguir uma renda estável com esta profissão que se afirmou na atualidade “Sempre gostei de desenhar. Comecei desde a infância e quando saí de um emprego que eu não gostava resolvi me dedicar ao que de fato queria fazer”, relembra o proprietário de um estúdio de tatuagem e piercing,  localizado na região do Jabaquara, que responde pelo apelido de Tata Tatuador.

Consolidado em fazer desenho e letras dos mais variados estilos Tata é especialista em tatuagens na pele negra e revela quais cuidados devem ser observados. “A pele negra
é mais sensível, por isso devemos agredi – lá o mínimo possível. Fazer um traço superficial, ou seja,  com menos profundidade e não utilizar muitas cores,  que neste tipo de pele não têm muita durabilidade são algumas dicas”.

O tatuador fala com propriedade sobre o assunto, isto porque a primeira experiência tatuando negros foi consigo próprio. Uma experiência que teve de refazer, mas trouxe o aprendizado para uma das funções que frequentemente exerce. “Quase todo dia vem algum pesadelo aqui. É assim que chamo as pessoas que vêem para cobrir tatuagens mal feitas ou das quais se arrependeram,  porque para elas esta tatuagem se torna um verdadeiro pesadelo”, conta.

Mesmo atendendo de segunda à sábado, às horas que seriam de descanso são usadas para se aperfeiçoar. “É preciso estar atento porque a cada dia surge uma nova técnica”, diz Tata.

Realismo e aquartela são algumas técnicas que estão em moda. Outra característica é que os jovens são o maior público, mas Tata já tatuou uma mulher de 53 anos!

O material é todo descartável, além de realizar assepsia em todo local. Fora o fato de atender cerca de 3 a 4 pessoas por dia. Cuidados de quem sabe e ama o que faz.