Bolt diz tchau as pistas

0
66

Jamaicano se aposenta aos 30 anos deixando legado invejável nas pistas

O Estádio Olímpico de Londres foi palco da despedida de UsainBolt das pistas de corrida. Uma volta olímpica no local onde conquistou três medalhas olímpicas em 2012, um abraço nos pais e a pose que o consagrou marcaram a despedida.

Dono de três recordes mundiais Bolt levou consigo um pedaço da pista do estádio em Londres e um currículo nunca antes visto no atletismo. Nem mesmo a lesão que o impediu de chegar ao final da corrida, após a queda durante o revezamento 4×100 tiram no dia anterior ofuscam o brilho da história que o jamaicano escreveu.

“Sou livre, finalmente. Desde os dez anos que a minha vida foi só atletismo. Quero relaxar, viver um bocadinho e estou entusiasmado”, disse o atleta que ainda não tem planos para o futuro.

Aos 30 anos, Bolt encerra a carreira no atletismo com: 3 recordes mundiais  (100m – 9,58s, em Berlim/2009; 200m – 19.19s, também em Berlin/2009 e 4x100m – 36.84s, em Londres/2012), 3 medalhas olímpicas  (ouro nos 100m e 200m em Pequim/2008; ouro nos 100m, 200m e revezamento 4x100m em Londres/2012; ouro nos 100m, 200m e revezamento 4x100m no Rio/2016) e 6 medalhas em mundiais (prata nos 200m e 4x100m em Osaka/2007; ouro nos 100m, 200m e 4x100m em Berlim/2009; ouro nos 200m e 4x100m em Daegu/2011; ouro nos 100m, 200m e 4x100m em Moscou/2013; ouro nos  100m, 200m e 4x100m em Pequim/2015 e bronze nos 100m em Londres/2017).

Crédito de Imagem: The Independent