Campanha da Dove britânica é acusada de racismo

A publicação foi removida após repercussão negativa entre os internautas

0
43

Uma sequência de fotos divulgada na página da Dove britânica foi acusada de racismo e gerou forte reação negativa dos internautas. Nas imagens, uma mulher negra vestindo uma camiseta marrom, que, ao tirar revela ser na verdade uma mulher branca. Isso tudo associado ao sabonete da marca, dá entender que o produto limpa a cor de pele negra, considerada suja, dando como resultado a cor de pele branca, esta considerada limpa.

A repercussão negativa entre os internautas, com comentários que denunciavam o teor racista da publicação, fez com que a campanha fosse removida logo em seguida.

A Dove publicou um pedido de desculpas pelo Twitter, “Uma imagem que postamos recentemente no Facebook errou ao representar mulheres de cor. Nós nos arrependemos profundamente da ofensa causada”.

Mas mesmo com a retratação a reação na internet foi a de relembrar outras polêmicas sobre o tema racial que envolvia a marca. Em 2011, outra campanha foi acusada de racismo, com uma imagem de “antes” e “depois” e que também dá a entender que a mulher negra seria o “antes” e a branca o resultado final do uso do produto. E em 2015 uma propaganda de bronzeador recomendava uso adequado para peles “de normal a escura”, o que sugere que anormalidade à pele negra.