Mugabe renuncia à presidência do Zimbábue

Presidente de 93 anos comunica renúncia uma semana após ter sido detido por militares e pouco depois de Parlamento iniciar processo de impeachment

0
34
DESMOND KWANDE / AFP

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, anunciou nesta terça-feira 21 sua renúncia, pouco depois de o Parlamento iniciar um processo de impeachment para acabar com suas quase quatro décadas de governo.

Há uma semana, o líder de 93 anos fora afastado e mantido em prisão domiciliar por militares, mas se recusava a renunciar mesmo após ter sido expulso do próprio partido, a Zanu-PF, que também defendia sua renúncia.

Parlamentares começaram a festejar quando o presidente do Parlamento, Jacob Mudenda, leu a carta de renúncia de Mugabe e suspendeu o processo de impeachment. Houve festa também nas ruas de Harare.

As origens para a repentina queda de Mugabe estão na disputa entre membros da elite zimbabuana para definir o sucessor dele.

Os militares tomaram o controle do país depois de Mugabe ter manobrado para que a esposa dele, Grace Mugabe, de 52 anos, fosse a sua sucessora, em detrimento do vice-presidente Emmerson Mnangagwa, de 75 anos.

Grace, que é conhecida por seu estilo impulsivo e o gosto por artigos de luxo, costuma ser chamada de Gucci Grace.

Agora, Mnangagwa, apelidado “O crocodilo”, deverá assumir a presidência do Zimbábue. Ele mantém estreitas relações com os militares. Ele é considerado um linha-dura e chefiou o serviço secreto e o Ministério da Justiça.

Mugabe dominou a política do Zimbábue desde a independência desse país africano do Reino Unido, em 1980.