Luiz Gama é homenageado com sala na Faculdade de Direito da USP

Reitor José Vicente prestigiou a cerimônia

0
61
Em um momento em que ainda não havia defensoria pública, Luiz Gama possibilitou, com seu trabalho, o acesso de inúmeros negros à justiça / Reprodução/Nação

Nesta sexta-feira (1), no Salão Nobre do Largo São Francisco – a Faculdade de Direito da USP – uma cerimônia com participação de nomes de peso na área resgatou a importância do abolicionista Luiz Gama e deu à uma sala da faculdade, o nome da personalidade.

Depois de uma proposta apresentada na Congregação da unidade por um membro da Associação de Antigos Alunos, um tributo e a nomeação da sala com o nome do abolicionista negro, que alforreou mais de 500 escravos, Luiz Gama.

Além do diretor da Faculdade de Direito da USP,, que deu início à cerimônia, nomes como Marcos da Costa, presidente da OAB São Paulo, o decano Eduardo Marque, ministro José Gregori. Todos em suas oratórias saudaram a iniciativa como um passo importante para a reparação histórica ao povo negro.

Professora doutora Ligia Fonseca Ferreira, pesquisadora e autora da bibliografia de Luiz Gama, levou à cerimônia mais elementos sobre a bravura da vida do homenageado e lembrou dele como “amigo de todos”, em seguida o Frei David fez um discurso emocionado que se dirigia diretamente à imagem de Luiz Gama projetada no telão.

O reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, José Vicente, falou sobre o papel do conhecimento na libertação tanto no contexto de Gama, quanto atualmente.

Representando a juventude, o presidente do Centro Acadêmico XI de Agosto, do Largo São Francisco, Luís Fernando falou sobre a importância de ter em Luiz Gama uma referência na prática da profissão e lembrou a conquista de cotas étnico-raciais.

Finalizando a cerimônia, como última oradora, a professora Eunice Aparecida de Jesus Prudente resgatou a luta histórica do movimento negro no âmbito jurídico e que trouxe conquistas importantes para reparação como as ações afirmativas como as cotas, como o reconhecimento de Luiz Gama e como a luta por igualdade a partir da constituição.