Menina de 9 anos tem cabelo cortado à força por tias e primas em Mogi das Cruzes

Agressoras teriam dito que o cabelo estava podre e precisava de cuidados

0
68
À esquerda, menina antes de ter o cabelo cortado; à direita, depois do corte. Segundo família, parentes obrigaram criança a cortar o cabelo (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma menina de 9 anos teve o cabelo cortado à força por tias e primas no último fim de semana, em Mogi das Cruzes, região metropolitana de São Paulo.

Em depoimento à Polícia, vítima e sua mãe, que pediram para não terem seus nomes revelados, disseram que a menina estava na casa da avó materna quando as agressoras a colocaram sentada na cadeira e começaram a cortar seu cabelo desordenadamente. A criança, que é negra, disse também que as tias e primas riam e a ofendiam com injúrias raciais.

Segundo a menina, as agressoras cortaram seu cabelo sem consentimento. Elas teriam dito: “a sua mãe não cuida do seu cabelo. Você tem o cabelo podre e nós vamos arrumar”.

A mãe da menina diz ainda ter recebido uma ligação em que a tia dizia que sua filha era uma ‘negrinha de cabelo podre’ e que iriam consertar o cabelo dela. Segundo a mãe, a menina relatou à polícia que, depois do ocorrido, tem sentido dores no couro cabeludo por causa dos puxões de cabelo.

O caso foi registrado na 2ªDP do município e elaborado B.O de injúria racial e lesão corporal. Foi requisitado exame de corpo de delito à vítima e os pais foram orientados quanto ao prazo de seis meses para representar criminalmente contra as autoras.