Ataque a tiros mata 14 pessoas após missa de ano-novo na Nigéria

Outras 12 ficaram feridas no acidente; país é marcado pela existência de diferentes crentes religiosas que são motivo de atrito

0
23
Nigéria é palco de conflitos religiosos. Metade da população é islâmica, enquanto boa parte é católica e outros professam crenças religiosas regionais.  Foto: Pius Utomi Ekpei/AFP

WARRI, NIGÉRIA – Pelo menos 14 pessoas foram mortas por homens armados na segunda-feira, 1º, em Port Harcourt, no sul da Nigéria, quando retornavam de uma missa de meia-noite, informou  uma fonte policial e um parente de uma das vítimas.

 

Os tiros ocorreram na cidade de Omoku, a cerca de 90 quilômetros de Port Harcourt, um grande centro de petróleo e capital do Rivers State. Quatorze pessoas foram mortas e 12 feridos foram levados ao hospital, disse um funcionário da polícia sob condição de anonimato.

Os homens abriram fogo contra um grupo de fiéis por volta de 00h30, segundo Ugochi Olugbo, parente de um dos falecidos. As autoridades locais lançaram uma campanha para prender o quanto antes os responsáveis pelos fatos.

A pobreza impera no sul da Nigéria, apesar da riqueza local gerada pela produção de petróleo. Muitos grupos criminosos atuam nesta região com frequência e lutam entre si para assumir o comando dela. / EFE

Este slideshow necessita de JavaScript.