Rappin Hood, O Senador das quebradas

Rappin Hood será o candidato do Frente Favela Brasil ao cargo do legislativo, pelo estado de São Paulo

0
18
Foto: Divulgação/FFB

O partido recém fundado, Frente Favela Brasil (FFB), escolheu seu primeiro candidato para as eleições de 2018, e, consequentemente, o primeiro postulante a um cargo político de sua história. Antônio Luiz Júnior, o rapper Rappin Hood, de 46 anos, vai concorrer à uma cadeira no Senado Federal pelo estado de São Paulo.

Na próxima eleição, alguns partidos irão abrir candidatura para outros movimentos. Como não houve tempo hábil para o FFB conseguir o seu registro para participar do pleito de 2018, o partido discute com várias legendas até escolher uma que vá abrigar a todos os seus candidatos, inclusive Rappin Hood.

O candidato ao Senado do FFB é famoso por canções de sucesso no rap brasileiro que retratam o dia a dia de favelas e periferia, com algumas letras contestadoras, como “Vida Bandida”, e outras que exaltam o espírito de luta e de criação dos moradores desses territórios, como “Sou Negrão”. Rappin Hood também é ativista e participa de projetos sociais.

“Confesso que ficar aqui falando mal dos políticos não é a minha cara. O hip-hop e a massa periférica precisam estar lá, com a caneta na mão, de dentro de uma plataforma nossa, da favela, dos pretos e das pessoas que têm responsabilidade”, disse o rapper, que confessa ainda não se sentir preparado, mas disposto a aprender. “Não estou pronto para essa missão, mas estou pronto para aprender se chegar a minha hora”, finalizou Rappin Hood.

O FFB deu entrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no final de agosto de 2017. Para as eleições, o partido pretende lançar um total 40 candidatos para cargos deputados estaduais e federais, em todos os estados do Brasil, entre homens e mulheres.

“A candidatura do Rappin Hood ao Senado vai ser muito importante para alçar o nome do nosso partido no cenário político-eleitoral. Ele consegue dialogar com muita facilidade com o público de favelas e periferias, não só de São Paulo, mas de todo Brasil. Rappin Hood vai somar muito às nossas aspirações”, disse Nilza Camilo, presidenta do Frente Favela Brasil, em São Paulo.

O Frente Favela Brasil é um partido abraçado por todo o movimento hip hop, tendo o apoio dos rappers MV Bill, Dexter, o Oitavo Anjo e Nega Gizza. Além deles, o FFB é apoiado por personalidades de outras áreas como Sandra de Sá, Tony Garrido, Taís Araujo, Dudu Nobre, Carlinhos Brown, Celso Athayde, Serjão Loroza, Lázaro Ramos, Ivo Meirelles, entre outros.