Maíra Freitas, filha do sambista Martinho da Vila, une piano e batucada no seu segundo álbum

0
630
Cantora Maíra Freitas

A pianista combina a sua formação em piano erudito com o ritmos populares

Cantora Maíra Freitas

Pianista, cantora e arranjadora formada pela Escola de Música da UFRJ. Possui uma carreira extensa como pianista erudita. Filha de Martinho da Vila, estreou como cantora e pianista no disco “Poetas da Cidade” do pai. Em 2011, se aventurou na música popular e gravou o seu primeiro álbum, onde uniu samba com música clássica. Em 2015, lançou o seu segundo álbum, “Piano e Batucada”, onde apostou na mistura entre cordas, sopros, teclados, efeitos eletrônicos e percussão.

Outra característica presente no álbum são as releituras de sucessos. Em “Piano e Batucada” Nina Simone encontra Ilê Aiyê em “Feeling Goog” – “Eu gravei essa música da Nina Simone porque ela é uma referência pra mim, pianista, negra, lutou e teve importância política“, comenta Maíra confessando sempre quis gravar uma música da cantora norte-americana.

Maíra Freitas começou estudando piano clássico aos sete anos, “Eu estudava oito horas por dia, estudava o repertório de Beethoven, Bach, Chopin”. A cantora comenta que as pessoas não acreditavam muito que a filha do Martinho da Vila iria tocar piano – “Achavam que eu não ia levar pra frente, que não ia levar a sério“, afirma. Ela conta que ganhou o seu primeiro piano através de uma aposta com o seu pai, na partida entre Vasco X Flamengo. Diferentemente do Martinho da Vila que é torcedor do Vasco, ela torce para o Flamengo. Ganhou a aposta e o seu primeiro piano.

Além da sua densa formação acadêmica, participação em inúmeros festivais nacionais e internacionais e prêmios como pianista, Maíra sempre teve muito contato com a música popular brasileira e hoje transita livremente entre o choro, o samba e o repertório de música erudita. O resultado é o álbum “Piano e Batucada“.

Ouça “Êta”, uma das faixas do álbum “Piano e Batucada“:

 

Autor: Tv Brasil