Até 15/11 – Negros e índios de Portinari em exposição no Masp

0
781

“O Lavrador de Café”, “O Mestiço”, “Cabeça de Mulato”… estas são algumas das obras de Cândido Portinari que estão em exposição no Masp. Todas estas obras retratam um mesmo tipo de homem: o cidadão marginalizado.

Trata-se de um desdobramento do mesmo tipo, criados por Portinari em 1934, que sempre lançou o olhar sobre os negros e os índios. Tanto que  Adriano Pedrosa, diretor-artístico do Masp, e os curadores Rodrigo Moura e Camila Bechelany, fazem referência a Portinari como o artista moderno mais sensível à questão racial no Brasil.

O lavrador e suas variações, crianças brincando, festas populares na favela e as retirantes compõem as ilustrações do artista.

o-mestico

 

 

CANDIDO PORTINARI
Local: Masp

Endereço: av. Paulista, 1.578

Datas: de ter. a dom., das 10h às 18h qui., até 20h até 15/11

Valor: R$ 25, grátis às terças

Informações em: tel. (11) 3149-5959

 

Autor: Rejane Romano