Djamila Ribeiro faz imersão sobre Lugar de Fala em curso na Pandora

0
159

A Pandora, plataforma inédita de conteúdo crítico do Justificando, traz a pensadora Mestre em Filosofia Djamila Ribeiro como curadora para falar sobre Lugar de Fala, tema de seu livro sucesso de público e de crítica lançado pelo Grupo Editorial Letramento com o selo deste portal. Para quem ainda não conhece a iniciativa do Just, a Pandora é uma oportunidade incrível de adquirir conhecimento de brilhantes mentes em atividade nesse país ao preço acessível, com direito a aulas em vídeo com os curadores do tema, revista repleta de dicas de filmes, livros, artigos acadêmicos, pessoas históricas na área, bem como um guia para se inteirar do tema em perfis de redes sociais.

Por apenas R$ 19,90, a pessoa tem a um clique de distância um catálogo de aulas e cursos que não existem em lugar algum da internet brasileira, principalmente com o alto cuidado gráfico e editorial próprios do portal.

Djamila é a convidada de honra após o estreia de gala da Pandora com o Professor Doutor de Direito Constitucional pela Universidade de Harvard Adilson J. Moreira, que na última edição falou sobre Direito Antidiscriminatório, matéria obrigatória no hemisfério norte para alunos do Direito e que estuda as implicações do racismo na sociedade e na ordem jurídica. A edição da Pandora com Adilson Moreira foi um feito histórico no meio jurídico brasileiro, pois foi a primeira vez nesse país que foi disponibilizado de modo aberto o curso sobre a matéria para todo o país. O conteúdo, inclusive, vem sendo adotado em diversas universidades de áreas humanas em graduações e pós graduações.

Djamila Ribeiro preparou um material personalizado

Todo material em vídeo foi pensado e desenvolvido pela própria Djamila, que roteirizou o conteúdo de modo a trazer desde o contexto histórico do surgimento do conceito lugar de fala, até as principais autoras que abordaram o tema e, por fim, os equívocos clássicos sobre o assunto, que não raramente vemos na televisão e nas redes sociais.

Em 10 aulas em vídeo a pensadora questiona a epistemologia dominante, as geografias do saber, bem como traz a produção intelectual das mulheres negras, como Patricia Hill Collins, dentre outros temas. A partir do “standpoint theory”, conceito desenvolvido por Collins, que traz as experiências em comum que grupos passam exatamente pela razão de pertencerem a esses grupos, podemos pensar em um lugar de onde grupos subalternizados coexistam e reivindicam sua humanidade, seus saberes e suas produções.

Para se iniciar no assunto, a Pandora traz uma Revista Digital com conteúdos educativos, vem como informações de extrema utilidade para se aprofundar no tema. Pode-se dizer que a revista é um “aperitivo” para a imersão completa no assunto pelos assinantes. Para baixar a revista digital, basta que o usuário faça um cadastro gratuito com seu nome e email na plataforma e o acesso ao link de download é liberado automaticamente.