As memórias da ex-primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama estarão disponíveis para o público no mundo todo, em 24 idiomas, a partir de 13 de novembro deste ano – anunciou a Penguin Random House em um comunicado divulgado neste domingo, 25.

Na obra intitulada Becoming, a mulher do ex-presidente Barack Obama fala de suas “raízes” e de “sua força para guiar outros a seu lado”, explica a nota da Penguin.

“Escrever Becoming foi uma profunda experiência pessoal”, tuitou a ex-primeira-dama neste domingo. “Falo sobre minhas raízes e de como uma garota de Chicago encontra sua voz. Espero que minha viagem inspire os leitores a encontrar o valor para conseguir tudo a que aspiram”, completou.

O preço de venda recomendado nos Estados Unidos será de US$ 32,50 dólares para a versão em papel, e de US$ 14,99, para a digital.

No início de março de 2017, o jornal Financial Times publicou que o ex-casal presidencial havia assinado um contrato recorde com a Penguin Random House para a publicação de um livro cada um. Segundo o jornal, a editora aceitou pagar mais de US$ 60 milhões para garantir os direitos de ambos os livros.

Na época, um porta-voz da empresa negou o valor divulgado, o qual, se confirmado, seria um dos mais altos da história no setor editoral.

Em um gesto incomum, um milhão de cópias serão doadas em nome da família Obama às “crianças necessitadas”, informou a editora.

Há alguns anos, Michelle já havia publicado o livro American Grow, sobre jardinagem e alimentação.