Polêmica nas cotas da UFRGS

Membros de colegiado pedem demissão após mudanças na autodeclaração de candidatos 

0
374
Após decisão da reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em habilitar a uma vaga qualquer pessoa que declare ter avós negros, treze dos 17 membros do colegiado, criado para investigar trapaças em cotas raciais, pediram demissão na última terça-feira (27).
No total este colegiado possuía 17 integrantes que foram surpreendidos pela Portaria nº 800 de 29/1/2018, da UFRGS, fruto de negociação entre a universidade e a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão.
Agora resta saber se novos membros serão admitidos ou se haverá outras alterações na autodeclaração dos candidatos.