Não tem nem para Rocky Balboa, personagem fictício encarnado pelo ator americano Sylvester Stallone no cinema, nem para Mike Tyson. Quem contagia o ringue são o baiano Reginaldo da Silva de Andrade, mais conhecido como Reginaldo Holyfield, e o pernambucano Luciano Horácio Torres, o Luciano Todo Duro. Na década de 90, eles protagonizaram a maior rivalidade do boxe brasileiro e, já cinquentões, voltam a se enfrentar. A história está registrada no documentário A Luta do Século, dirigido por Sérgio Machado, de Cidade Baixa.

Luta do Século estreia em 15 de março. Trata-se de uma produção da Lata Filmes, Mar Filmes, Mar Grande Produções, Muiraquitã Filmes e Ondina Filmes, com co-produção do Canal Brasil e distribuição da Vitrine Filmes.

A película resgata momentos tensos da trajetória dos dois pugilistas. Alguns deles culminaram em pancadaria fora dos ringues, inclusive em um programa de televisão. Já nos tempos recentes, em situação de pobreza e longe dos holofotes, Holyfield e Todo Duro resolvem acertar as contas pela última vez. A preparação para o próximo conflito e a própria batalha para superar as dificuldades da vida ganham registro sensível sob direção de Sérgio Machado.