No dia 8 de Março de 2018 também é comemorado o Dia Mundial do Rim

 “Saúde da Mulher – Cuide de seus rins”, é o tema de 2018, já que a comemoração em 2018 coincide com o dia internacional da mulher.

0
287

O Dia Mundial do Rim homenageia todas as temáticas e trabalhos realizados para os tratamentos contra as doenças do rim. O objetivo deste dia é aumentar a consciência sobre o impacto da doença renal na humanidade. Ele também procura apresentar estratégias e estilos de vida que permitam evitar tais doenças. O dia foi estabelecido pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN) e pela Federação Internacional de Fundações Renais (IFKF) no ano de 2006. Este dia é internacional, atualmente é comemorado em mais de 150 países. Se celebra na segunda quinta-feira de março de cada ano.
Em 2018 o Dia Mundial do Rim é celebrado no dia 8 de março e por ser na mesma data em é comemorado o Dia Internacional da Mulher, traz o tema “Saúde da Mulher – Cuide dos seus rins”.

Ao longo dos anos, essa Campanha de Prevenção tem-se intensificado, ampliando cada vez mais o número de pessoas atingidas com informações sobre prevenção e a importância do diagnóstico precoce da doença renal crônica. Serão realizadas ações em todo o mundo com objetivo de divulgar as informações relacionadas à prevenção das doenças renais. A Sociedade Brasileira de Nefrologia coordena essa campanha no Brasil e promove é a responsável pela iluminação de pontos turísticos em diversas localidades do país com as cores azul e vermelho, para chamara atenção para a questão da DRC – Doença Renal Crônica.

No Brasil, os números de mortalidade do Instituto Nacional de Câncer (INCA) apontam que 11.115 mulheres morreram entre 2006 e 2015 por conta de tumores renais, considerando o tumor de rim, da pelve renal e da glândula suprarrenal. Esses números têm se agravado a cada ano, pois em 2007 foram registradas 908 mortes e em 2015, um total de 1.416.

A conscientização do dia 8 serve para, além de orientar a população para que se prontifique a mudar hábitos alimentares e físicos, alertar forças públicas a manejarem a saúde em prol de diagnósticos e tratamentos rápidos e precisos. Para que isso se torne efetivo, diferentes especialidades médicas precisam estar alinhadas.