Morre, aos 81, a escritora e artista plástica Raquel Trindade

Raquel Trindade também era, como seu pai, Solano Trindade, folclorista e artista plástica, uma personalidade forte e multicultural.

0
429
Daniel Vilaça / Gazeta de S. Paulo

É com tristeza que comunicamos o falecimento de Raquel Trindade, na madrugada deste domingo, dia 15. Ativista, militante do movimento negro,  teórica e brincaste da cultura popular, Raquel era a nossa baluarte, uma das figuras mais importantes da cultura regional e do país. Uma memória viva das nossas passagens e paragens. Um perda irreparável para toda a Cultura.

Filha do poeta Solano Trindade, fez de Embu das Artes não só local de sua residência, mas também palco de toda sua obra.

Raquel tinha 81 anos e a causa da morte não foi informada pela família. O velório acontece no Teatro Popular Solano Trindade a partir da tarde deste domingo. Amanhã seu corpo será enterrado por volta das 14 horas.