Torcedores de clube russo protestam contra chegada de zagueiro negro

'Pode haver preto nas cores do clube, mas só há brancos entre os torcedores', diz uma das mensagens

0
145
Torcida protesta contra a chegada de jogador negro Foto: Reprodução/ Instagram

Após o fim da Copa do Mundo da Rússia, assuntos como racismo voltaram a virar notícia no futebol russo. Desta vez, torcedores do clube Torpedo Moscou protestaram a chegada de um zagueiro negro na equipe.

Erving Botaka-Yoboma nasceu na Rússia, mas tem origem congolesa. O jogador veio do time B do Lokomotiv Moscou. Com faixas, a torcida afirmou que não deseja contar com o novo reforço. “Pode haver preto nas cores do clube, mas só há brancos entre os torcedores”, diz uma das mensagens.

Não foram apenas faixas que pediram a saída do jogador, os torcedores também publicaram uma foto de Botaka-Yoboma com um símbolo de proibição nas rede sociais. “Nosso clube, nossas regras”, afirmaram.

Foto de Botaka-Yoboma com um símbolo de proibição circula nas rede sociais
Foto de Botaka-Yoboma com um símbolo de proibição circula nas rede sociais Foto: Reprodução/ Instagram

Diante das ações racistas, Roman Avdeyev, presidente do clube, defendeu a escolha do zagueiro e condenou as atitudes dos fãs. “A cor da pele não é um critério para as nossas contratações. Nunca foi e nunca será”, disse.

Alexander Zotov, presidente do sindicato de jogadores russos, também se manifestou sobre o caso, “Ocorreram mudanças após a Copa do Mundo, mas alguns idiotas ainda se mantêm”, ressaltou.