Mbappé sobe de patamar e já é aclamado como a estrela do PSG

0
95

Mbappé voltou das férias em grande estilo. O garoto que brilhou na conquista do Mundial pela França entrou no intervalo da partida de sábado contra o Guingamp (ainda não está na condição física ideal porque começou a treinar depois dos outros) pelo Campeonato Francês e mudou a história do jogo com o seu talento. O time perdia por 1 a 0, e nem Neymar conseguia assustar os donos da casa. Mas Mbappé foi demolidor: fez dois golaços, humilhou os adversários com seus dribles, deu alguns daqueles piques incontroláveis e comandou a virada para 3 a 1 (o outro tento, que empatou o jogo, foi de Neymar cobrando pênalti).

Os gols anotados fizeram de Mbappé o primeiro jogador com menos de 20 anos (só completará essa idade em dezembro) a atingir a marca de 30 gols na Liga Francesa (chegou a 31, sendo 16 pelo Monaco e 15 pelo PSG). É mais um feito para uma carreira já cheia de recordes (veja a lista no fim do texto).

O rendimento espetacular que teve na Rússia – o ponto alto foi a memorável exibição contra a Argentina, em que destroçou os marcadores com sua velocidade e se tornou o primeiro jogador com menos de 20 anos a fazer dois gols numa partida de Copa depois de Pelé ter feito isso em 1958) – elevou Mbappé a outro patamar. Ele não é mais um garoto promissor, é uma estrela mundial. E para muita gente herdará logo o trono em que Messi e Cristiano Ronaldo se revezam há dez anos. Azar de Neymar, que até a irrupção do francês parecia o candidato natural a ser o sucessor do argentino e do português.

Mbappé era o coadjuvante do ataque do PSG na temporada passada, atrás de Neymar e Cavani – dois craques temperamentais que se estranharam num jogo para decidir quem bateria um pênalti. Agora, começa o ano como estrela da companhia. Superou Neymar como ídolo da torcida (o título da França certamente contribuiu muito para isso) e tem a imprensa aos seus pés – diferentemente do que ocorre com o brasileiro, que tem fama de arrogante, mimado e de ter problemas de relacionamento no vestiário. Mbappé está sempre sorrindo, não arruma encrenca com ninguém, não para de evoluir como jogador e fez em uma Copa o que o brasileiro não fez em duas e Messi não conseguiu em quatro.

A imprensa destacou no fim de semana que parece estar em curso a passagem de bastão no time, com Mbappé se transformando no craque que se espera que resolva a partida quando a situação não for confortável para o PSG – e não mais Neymar. Seu segundo gol, em que usa a velocidade para se livrar do zagueiro e a técnica apurada para encobrir o goleiro, foi cantado em prosa e verso como o grande lance da rodada. Se aquecendo os motores para a temporada ele já fez isso, é grande a expectativa pelo que fará ao longo das competições. E ele só tem 19 anos…

OS RECORDES DE MBAPPÉ:

– Jogador mais jovem a atuar pelo Monaco (16 anos e 347 dias)

 – Jogador mais jovem a fazer gol pelo Monaco (17 anos, um mês e 28 dias)

– Jogador mais jovem a entrar em campo pela França (18 anos, três meses e cinco dias)

– Jogador mais jovem a fazer gol numa semifinal da Liga dos Campeões (18 anos, quatro meses e 20 dias)

– Jogador mais jovem a fazer gol pelo PSG na Liga dos Campeões (18 anos, oito meses e 23 dias)

– Jogador mais jovem a atingir a marca de dez gols na Liga dos Campeões (18 anos, 11 meses e 15 dias)

– Jogador mais jovem a ficar entre os dez primeiros colocados (foi o sétimo) na eleição da Bola de Ouro (18 anos, 11 meses e 18 dias)

– Jogador mais jovem a atuar pela França numa Copa (19 anos, cinco meses e 28 dias)

– Jogador mais jovem a fazer gol pela França numa Copa (19 anos, seis meses e três dias)

– Jogador mais jovem a jogar e marcar pela França numa final de Copa (19 anos, seis meses e 27 dias)