Isaquias vai às finais do C1 nos 1000m e 500m do Mundial de Canoagem em Portugal

Brasileiro terminou na liderança das baterias que disputou; outros atletas do País não avançam

0
77
Isaquias Queiroz no Mundial de Canoagem em 2018 Foto: Paulo Novais / EFE

Grande nome da modalidade no Brasil, Isaquias Queiroz não decepcionou e fez bonito nesta quinta-feira, no segundo dia de disputas do Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem. Em Montemor-o-Velho, em Portugal, o medalhista olímpico – duas pratas e um bronze nos Jogos do Rio – alcançou as finais das duas provas em que competiu.

Tanto no C1 500m quanto no C1 1000m, Isaquias terminou na liderança das baterias que disputou. Com isso, sequer precisará disputar as semifinais e garantiu vaga direta nas finais de ambas as provas.

A primeira disputada pelo brasileiro foi o C1 500m. Ele largou na raia 2 e não teve qualquer dificuldade para vencer a bateria eliminatória com o tempo de 1min50s589, mais de um segundo à frente do segundo colocado, o húngaro Tamás Kiss. Foi o sexto melhor tempo das eliminatórias, mas, por terminar na ponta da bateria, Isaquias foi direto para a final.

No C1 1000m, o rendimento do atleta foi ainda melhor. Isaquias largou na raia 5 da terceira bateria e a venceu, com o tempo de 4min10s934. De quebra, deixou para trás seus principais adversários, como o alemão Sebastian Brendel, e registrou o melhor tempo das eliminatórias, também avançando diretamente à decisão.

Isaquias, porém, não foi o único brasileiro a ir à água nesta quinta. Outros três barcos do País estiveram na disputa nesta quinta e, se não tiveram o mesmo brilho do maior nome nacional da modalidade, foram às semifinais.

No C2 1000m, Erlon de Souza e Maico dos Santos terminaram na quinta colocação da terceira bateria, a nona no total, com o tempo de 3min42s987. No K1 1000m, Vagner Souta foi o sexto de sua bateria, o 21.º no geral, com a marca de 3min38s705. Já no K1 500m, Ana Vergutz ficou em quinto na bateria, 24.º no geral, com 2min00s864.