Para pilotos, Hamilton tem potencial para superar recordes de Schumacher

Britânico já tem recordes importantes na Fórmula 1 e agora começa a vislumbrar marcas que pertencem ao alemão

0
1499
Pentacampeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton mira marcas de Schumacher Foto: Wolfgang Rattay/Reuters; Max Rossi/Reuters

O caminho está livre para Lewis Hamilton alcançar e até superar as marcas históricas de Michael Schumacher na Fórmula 1. Ao menos esta é a avaliação de pilotos ouvidos pelo Estado. Na avaliação deles, as circunstâncias favorecem a hegemonia do inglês em busca dos números. Com a conquista do pentacampeonato, no México, o inglês pode igualar os sete títulos do alemão em 2020, exatamente a duração atual do seu contrato com a Mercedes.

Nestes dois próximos anos, o equilíbrio de forças no campeonato deve sofrer poucas alterações. A Fórmula 1 prevê mudanças drásticas somente a partir de 2021. Até lá, Hamilton poderá ao menos alcançar o heptacampeonato e superar o recorde de 91 vitórias de Schumacher – o inglês tem atualmente 71. E os pódios: o alemão lidera por 155 a 132.

“O Hamilton tem potencial para qualquer coisa, sem dúvida”, opina Felipe Massa, em entrevista ao Estado. “As chances são muito grandes de ele conquistar mais dois campeonatos e alcançar o número de vitórias do Schumacher.”

O ex-piloto de F-1, aposentado da categoria no fim de 2017, lembra que o seu ex-rival já havia surpreendido ao bater o recorde de pole positions, no ano passado, ao superar justamente o alemão – Hamilton já soma 80, contra 68. “Se  levar em conta que ele já tem o recorde de pole positions, que parecia algo impossível na época do Ayrton. E aí o Schumacher passou o Ayrton. E ele passou o Schumacher…”

Também ex-piloto da F-1, Luciano Burti concorda com Massa. “Se me perguntassem no ano passado se Hamilton poderia superar Schumacher, eu diria que não. Mas ele fez uma temporada muito acima da média neste ano. E, neste momento, digo que ele pode, sim, superar estas marcas”, afirmou.

Nestes dois próximos anos, o equilíbrio de forças no campeonato deve sofrer poucas alterações. A Fórmula 1 prevê mudanças drásticas somente a partir de 2021. Até lá, Hamilton poderá ao menos alcançar o heptacampeonato e superar o recorde de 91 vitórias de Schumacher – o inglês tem atualmente 71. E os pódios: o alemão lidera por 155 a 132.

“O Hamilton tem potencial para qualquer coisa, sem dúvida”, opina Felipe Massa, em entrevista ao Estado. “As chances são muito grandes de ele conquistar mais dois campeonatos e alcançar o número de vitórias do Schumacher.”

O ex-piloto de F-1, aposentado da categoria no fim de 2017, lembra que o seu ex-rival já havia surpreendido ao bater o recorde de pole positions, no ano passado, ao superar justamente o alemão – Hamilton já soma 80, contra 68. “Se  levar em conta que ele já tem o recorde de pole positions, que parecia algo impossível na época do Ayrton. E aí o Schumacher passou o Ayrton. E ele passou o Schumacher…”

Também ex-piloto da F-1, Luciano Burti concorda com Massa. “Se me perguntassem no ano passado se Hamilton poderia superar Schumacher, eu diria que não. Mas ele fez uma temporada muito acima da média neste ano. E, neste momento, digo que ele pode, sim, superar estas marcas”, afirmou.