Primeiro DVD do Segunda Sem Lei é gravado em alto estilo

Show contou com participações especiais

0
2342
O tom intimista tomou conta da gravação do primeiro DVD do grupo Segunda Sem Lei, no último 14 de novembro. Mas, engana-se quem entende “intimista” como algo mais brando como voz e violão. Isso porque o samba de primeira qualidade foi o protagonista da noite que contou com participações de notoriedade como Leci o Brandão e Marquinhos Sensação.
“Eu sou mais um Segunda Sem Lei!”, disse Marquinhos nos momentos que antecediam sua participação na gravação. Ao sair do palco ovacionada pelo público presente Leci disse que “já vinha acompanhando os meninos do SSL há muito tempo e sabia que a caminhada deles era para isso”. “Eles são meninos que sempre fizeram tudo certo e além disso fazem algo de muito bom que é unir o samba com a questão social. O que para mim é fundamental”, avaliou Leci.
Para tamanho sucesso, tudo foi pensado nos mínimos detalhes. O cenário remetia ao início do grupo que despretensiosamente se reunia para uma roda de samba entre amigos, como é muito comum nas “quebradas” paulistanas, como são conhecidos os bairros da periferia. Pipas, roupas no varal e até caixa d’água compuseram o palco que foi tomado por familiares do grupo.
Já a parte musical contou a produção de Pezinho e Rildo Hora. “Conversamos durante 6 meses para definir o repertório e decidimos deixar o grupo bem à vontade para não mudar a característica deles. O resultado foi ótimo, inclusive por contar com o maestro Rildo Hora”, destacou Pezinho.
Nos momentos que antecederam a grande festa que se tornou a gravação os integrantes do Segunda Sem Lei relembraram fatos marcantes da trajetória que os levou a gravação do primeiro DVD e falaram ao Afrobrasileiros a respeito.
“A gente não tinha noção de que poderíamos chegar a gravação de um DVD. Começamos numa simples roda de samba para arrecadação de litros de leite que foi cada vez mais evoluindo. Hoje além do sucesso do grupo com o samba conseguimos arrecadar mais de 1500 quilos de alimentos e recebemos agradecimentos de clínicas de reabilitação e até vídeos de famílias que recebem os alimentos”, contou Thiago Paiva.
“A gente procura sempre mesclar o tradicional com o atual para alcançar todos os públicos. Resgatando o que há de melhor com uma nova roupagem. E, também usar letras inteligentes com uma melodia atual, que possa envolver a todos”, revelou Rafa do Cavaco, um dos compositores do hit “Acordei”.
Ao todo, os nove integrantes do grupo Ary Mascarenhas, André Maia, Maxwell Aguiar, Thiago Paiva, Rafael Conceição, Rafael Malva, Paulinho Santa Cruz, Klebaum e Renan Siqueira, participaram da gravação.