Após cair em prantos durante ‘Dança dos Famosos’, Erika Januza desabafa sobre racismo

Atriz falou da importância da representatividade racial para crianças

0
883
Erika e Elias Ustariz durante final Reprodução / Instagram

Erika Januza foi a vice-campeã do Dança dos Famosos 2018, e emocionou o público ao apresentar uma valsa principesca.

A atriz esteve presente  no Encontro da última terça-feira, 18, para falar sobre os principais desafios que enfrentou ao participar da competição musical do Domingão do Faustão.

Além dos problemas básicos a serem superados – como a inabilidade de dança – a estrela teve que enfrentar um outro problemão: o racismo.

“Se você deixar se abalar pelos outros, está perdido, porque é muita coisa negativa que vem”, desabafou a diva em conversa com Fátima Bernardes.

“O [tanto que] zoaram principalmente a Erika em redes sociais, à mim e à Dani, também… Chegamos na final por mérito. Mas tivemos que lidar com muita crítica pesada. Ofensas. No caso da Erika, crime”, ressaltou Leo Jaime, vencedor da competição.

CHORO

Uma das apresentações de Erika foi uma valsa, na qual apareceu com um vestido longo, de saia rodada, cor de rosa e com muitas flores – um típico traje de princesa.

Seu parceiro, vestido de príncipe, a acompanhou no baile, e viveram praticamente uma cena de filmes da Disney no palco.

“Fico muito feliz de estar aqui hoje, vestida assim, porque quando eu era criança não tinha uma princesa negra”, explicou ela chorando. “E aí, quando eu vesti o figurino pela primeira vez, eu chorei tanto pensando nas meninas que estariam em casa assistindo, e vendo que é possível, sabe?”, perguntou.

“Eu posso ser o que eu quiser, a cor da minha pele não pode me impedir disso. E estou muito feliz de estar aqui, estar vivendo isso, e estar representando tanta gente, como eu quis tanto ser representada um dia. Muito obrigada”, agradeceu, antes de dar um abraço em Faustão.