Governo suspende nomeação de novo presidente da Fundação Palmares

Decisão segue determinação da Justiça. Bolsonaro afirmou que Sérgio Camargo, que nega a existência de racismo, é ‘excelente’

0
146

O presidente Jair Bolsonaro suspendeu, nesta quinta-feira 12, a indicação de Sérgio Nascimento de Camargo para a Fundação Palmares. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União. De acordo com o texto, a suspensão surge para cumprir com a decisão da Justiça. Ainda há, assim, há a possibilidade de Sérgio continuar como o candidato escolhido.

Bolsonaro, apesar de suspender a indicação, disse achar o candidato “excelente” para o cargo. “Não tem essa história de branco e negro. Somos iguais e ponto final”, falou o presidente.

Militante de direita, Camargo se define “contrário ao vitimismo e ao politicamente correto”. Em suas redes sociais, ele nega a existência de racismo, motivo pelo qual condena datas como a da Consciência Negra e, também, a importância do nome de Zumbi dos Palmares para a história brasileira.

Vinculada ao Ministério da Cultura, a Fundação Cultural Palmares tem como missão reforçar a cidadania, a identidade e a memória dos segmentos étnicos dos grupos formadores da sociedade brasileira, além de fomentar o direito de acesso à cultura e à indispensável ação do Estado na preservação das manifestações afro-brasileiras.